Maturidade perceptomotora e sua relação com idade e variáveis contextuais: um estudo com o Bender (B-SPG)

Autores

  • Lariana Paula Pinto
  • Ana Paula Porto Noronha

Resumo

O presente estudo teve como objetivos avaliar o aspecto maturacional medido pelo teste, e verificar se há diferenças significativas no desempenho em cada idade. Além disso, também foram verificadas diferenças quanto ao ano escolar, sexo e tipo de escola. Participaram do estudo 298 crianças, sendo 155 do sexo masculino (52%), com idades variando de 6 a 10 anos (M=8,24; DP=1,34). Cursavam do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental e eram provenientes de escolas pública (47%) e particular (53%), do interior de Minas Gerais. O Teste Gestáltico Visomotor de Bender – Sistema de Pontuação Gradual (B-SPG) foi aplicado coletivamente, viabilizada pela projeção das figuras. Considerando as pontuações obtidas em relação à idade, observou-se melhora do desempenho, e consequente da diminuição das médias encontradas, visto que os erros são pontuados. Esses resultados foram confirmados pela prova de correlação de Pearson e pela análise de variância ANOVA, que evidenciaram o aspecto maturacional no que diz respeito às distorções apresentadas em cada idade. No que se refere ao ano escolar, diferenças de média também se apresentaram significativas. Quando comparadas as pontuações por sexo e por tipo de escola, não foram encontrados valores significativos nas análises realizadas. Foi possível evidenciar que o B-SPG mostrou-se sensível em captar as diferenças relacionadas à idade e ao ano escolar, confirmando o aspecto maturacional avaliado pelo teste.

Downloads

Publicado

2015-07-15

Edição

Seção

Artigos