Escola da Família em que a família não está!: novos projetos, velhos dilemas e duvidosas iniciativas

Autores

  • Maria Eufrásia de Faria Bremberger
  • Daniele Eloise do Amaral Silveira Kobaya

Resumo

A escola da família é um projeto da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo propondo abertura das escolas nos finais de semana, transformando-as em centros de convivência comunitária. As colocações, reflexões e críticas desenvolvidas nesse estudo são decorrentes das experiências das autoras, nesse programa, na região de Campinas/SP e supervisoras de estágio em psicologia educacional. Entende-se que o projeto não está conseguindo alcançar seus objetivos em função da dinâmica de funcionamento e estratégias de trabalho estarem emparelhadas com princípios pedagógicos da escola, herdando assim todo ônus de problemas e deficiências que a escola já possui. Os agentes colaboradores e voluntários não possuem vinculação e apropriação social-política desse programa atuando simplesmente como se monitores ou recreacionistas fôssem. Além disso, o próprio programa foi concebido à luz dos interesses políticos dos governantes, logo, desprovido de significados e compromissos públicos e sociais.

Downloads

Publicado

2015-07-15

Edição

Seção

Artigos