A construção da personagem no teatro pelo olhar da Psicologia Social

Autores

  • Edson Simões

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo detalhar o processo de criação de uma personagem na prática teatral, e analisa-lo de acordo com os pressupostos da psicologia social. Foram utilizadas duas categorias de estudos teóricos, a construção de uma realidade a fim de se criar uma identidade reconhecida no meio social da qual esteja inserida, e o trabalho do ator. Na primeira se discutiu conceitos da Psicologia Social que se referem a uma construção incessante de uma realidade, resultando numa identidade também construída incessantemente, a fim desta ser reconhecida no meio social que esteja inserida. A segunda categoria foi descrito um panorama histórico sobre o surgimento do ator e seu desenvolvimento, numa evolução histórica marcada por interferências sociais, na própria prática do ator. Destas se utilizou da primeira grande teoria sobre o trabalho do ator escrito por Denis Diderot (1973) em o paradoxo sobre o comediante; da valorização do aspecto psicológico, por Constantin Stanislavski (1989) e o distanciamento do ator, descrito por Bertold Brecht (1989). Por fim, aplicada uma entrevista aberta com um ator para detalhar esse processo de criação de uma personagem e sua manutenção por um intervalo de tempo. O resultado descreve criação da realidade da personagem pela realidade do ator, e que nesse processo o ator passa por um auto conhecimento que o faz se sentir saudável.

Downloads

Publicado

2015-07-15

Edição

Seção

Artigos