Impacto ambiental sobre a saúde humana devido à exposição aos agrotóxicos

Autores

  • Bruno Pereira do Nascimento Universidade de Cuiabá, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ambiente e Saúde. MT, Brasil.
  • Renata Cristina Giroto Ferreira da Silva Universidade de Cuiabá, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ambiente e Saúde. MT, Brasil.
  • Alexsander Pippus Ferreira Universidade de Cuiabá, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ambiente e Saúde. MT, Brasil.
  • Evanilda Custodio da Silva Universidade de Cuiabá, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ambiente e Saúde. MT, Brasil.
  • Jardes Arquimedes de Figueiredo Junior Universidade de Cuiabá, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ambiente e Saúde. MT, Brasil.
  • Leandro Lourenco de Oliveira Dias Universidade de Cuiabá, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ambiente e Saúde. MT, Brasil.
  • Paulo Henrique Nascimento Campos Universidade de Cuiabá, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ambiente e Saúde. MT, Brasil.
  • Ageo Mário Cândido da Silva Universidade de Cuiabá, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ambiente e Saúde. MT, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.17921/1415-5141.2021v25n1p44-56

Resumo

É grande a problemática envolta na utilização dos agrotóxicos no Brasil e no mundo, os danos cumulativos a saúde humana é remontada em diversas pesquisas que elucidam diversas alterações sistemáticas que acometem as populações expostas. Sendo necessária a discussão e implementação de políticas públicas efetivas na saúde do trabalhador, a fim de prevenir o risco do desenvolvimento de comorbidades associadas aos agrotóxicos.  Objetivo: Analisar a exposição materna aos agrotóxicos e a ocorrência de prematuridade no estado de Mato Grosso no período de 2008 a 2018. Metodologia: Trata-se de um estudo quantitativo, ecológico, abrangendo o período de 2011 a 2017, conduzido em municípios do Estado de Mato Grosso. Os óbitos fetais e nascidos vivos com malformação foram obtidos através do Sistema de Informações de Nascidos Vivos (SINASC). E as estatísticas da população daquele determinado município foram filtrados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Palavras-chave: agrotóxicos; prematuridade; cuidado pré-natal.

Abstract

The problem involved in the use of pesticides in Brazil and in the world is great, the cumulative damage to human health is traced in several studies that elucidate several systematic changes that affect the exposed populations. It is necessary to discuss and implement effective public policies on worker health, in order to prevent the risk of developing comorbidities associated with pesticides. Objective: To analyze maternal exposure to pesticides and the occurrence of prematurity in the state of Mato Grosso from 2008 to 2018. Methodology: This is a quantitative, ecological study, covering the period from 2011 to 2017, conducted in municipalities in the State from Mato Grosso. Fetal deaths and live births with malformation were obtained through the Live Birth Information System (SINASC). And the population statistics for that particular municipality were filtered by the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE).

 

Keywords: Pesticides; Prematurity; Prenatal Care.

 

Downloads

Publicado

2021-06-14

Edição

Seção

Artigos