Análise do Consumo da Carne de Peixe em Campo Grande - MS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17921/1415-6571.2020v24n40p112-119

Resumo

Resumo
Esta pesquisa buscou levantar informações visando oferecer subsídios para o desenvolvimento de estratégias mercadológicas para o aumento do consumo de carne de peixe em Campo Grande - MS. Foi realizada uma pesquisa de campo de caráter exploratório descritiva, por meio da aplicação de um questionário estruturado aplicado a uma amostra aleatória de 404 indivíduos adultos. O questionário buscou identificar o perfil, os hábitos, as atitudes e as preferências, a percepção e o grau de importância, por parte do consumidor, em relação ao consumo de carne de peixe. Constatou-se que a carne de peixe é muito apreciada pelo campo-grandense, principalmente, pelas mulheres (59%). A faixa etária que mais aprecia a carne de peixe está situada entre 31 e 40 anos e renda familiar entre 2 a 4 salários-mínimos. A carne de peixe aparece em terceiro lugar no ranking das preferências. As espécies mais preferidas são pela ordem: pacú (piaractus mesopotamicus), pintado (pseudoplatystoma corruscans), dourado (salminus brasiliensis) e sardinha (Sardinella janeiro). Para aumentar o consumo de carne de peixe são necessárias ações de marketing, que informem aos consumidores sobre a importância nutricional dessa carne, bem como os benefícios que o seu consumo traz para a saúde e aumentar a oferta e a variedade do produto e baixar o seu preço.

Palavras-chave: Comportamento do Consumidor. Consumidor de Peixe. Estratégias Mercadológicas.

Abstract
This research sought to raise information aiming at offering subsidies for the marketing strategies development for increasing fish meat consumption in Campo Grande city, MS. A descriptive exploratory field survey was conducted through the application of a structured questionnaire applied to a random sample of 404 adult individuals from that city. The questionnaire sought to identify the profile, habits, attitudes and preferences, perception and degree of importance on the part of the consumer in relation to the fish meat consumption. It was observed that fish meat is highly appreciated in Campo Grande city, about 59% are women who showed a higher preference for this type of meat, the age group that most appreciates fish meat is between 31 and 40 years old and family income between 2 and 4 minimum wages. The fish meat appears in third place in the ranking of preferences. The most preferred species are in the order: pacú (piaractus mesopotamicus), pintado (pseudoplatystoma corruscans), dourado (salminus brasiliensis) e sardinha (Sardinella janeiro). To increase the fish meat consumption in Campo Grande, marketing actions are necessary, as well as the benefits that its consumption brings to health. It is also necessary to increase the product supply and variety and lower its price.

Keywords: Consumer Behavior. Fish Consumer. Marketing Strategies.

Biografia do Autor

Anderson Ribeiro de Almeida, Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande

Doutorando em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional pela Universidade Anhanguera-Uniderp. Mestre em Produção e Gestão Agroindustrial pelo Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu da Universidade Anhanguera-Uniderp (2012). Especialista em Gestão Estratégica de Negócios pelo Centro Universitário Anhanguera Campo Grande (2010). Graduado em Administração de Empresas pelo Centro Universitário da Grande Dourados - UNIGRAN (2008). 

Carla Maiga Crivelli Batista, Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande

Acadêmica do 4 semestre de Administração, bolsista PIC - Funadesp.

Celso Correa de Souza, Universidade Anhanguera-Uniderp (UNIDERP)

Possui graduação em Matemática pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Penápolis (1972); mestrado em Matemática Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP (1985) e; doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP (1994). É professor aposentado pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS, Campus de Três Lagoas, MS. Atualmente, é professor doutor da Universidade Anhanguera Uniderp, Campus de Campo Grande, MS. É professor do Curso de Matemática e dos Mestrados em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional, Produção e Gestão Agroindustrial e do Doutorado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional da Universidade Anhanguera Uniderp de Campo Grande (MS). Tem experiência na área de Probabilidade e Estatística, com ênfase em Probabilidade e Estatística Aplicadas, Otimização e Pesquisa Operacional e Controle Automático de Sistemas. É pesquisador da Fundação Manoel de Barros (FMB) e do Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicas e Sociais (NEPES) que calcula a Inflação da cidade de Campo Grande (MS).

Daniel Massen Frainer, Universidade Anhanguera-Uniderp

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Santa Maria (2000), mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004) e doutorado em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2010). Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Métodos e Modelos Matemáticos, Econométricos e Estatísticos, atuando principalmente nos seguintes temas: Mato Grosso do Sul, Desenvolvimento Regional, Economia Industrial, Mercado de Trabalho e Meio Ambiente. Atualmente desenvolvendo projetos relacionados com o tema de Matriz de Insumo-Produto Regional.

Downloads

Publicado

2021-01-19

Edição

Seção

Artigos Originais