Habilidades Matemáticas na Base Nacional Comum Curricular: Vislumbrando Caminhos Analíticos

Autores

  • Marcelo de Oliveira Dias Universidade Federal Fluminense, Instituto do Noroeste Fluminense de Educação Superior, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ensino e do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências em Matemática. RJ, Brasil.
  • Jonei Cerqueira Barbosa Universidade Federal da Bahia, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação e do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ensino de Ciências, Filosofia e História das Ciências. BA, Brasil http://orcid.org/0000-0002-4072-6442

DOI:

https://doi.org/10.17921/2176-5634.2021v14n1p32-41

Resumo

Resumo
No artigo em tela, objetivou-se a análise da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), na área Matemática, que emergiu no Brasil e foi consolidada após um processo de consultas públicas e debates. Os aportes teóricos adotados para a análise foram Bishop (1999), que propôs competências matemáticas básicas para a formação do cidadão, Doll (1997), que sugeriu alguns critérios para a organização do currículo, e Silva (2009), que o ampliou em outros critérios, dividindo-os em dois grandes blocos, sendo o primeiro relacionado à seleção dos conteúdos, e o segundo relacionado à organização curricular. Os referenciais foram adotados para a análise da coerência da prescrição para os Anos Finais do Ensino Fundamental, relacionando seus indícios e suas conexões com o quadro preliminar do Projeto Matemática 2030, que visa, dentre outras coisas, estabelecer critérios para a análise dos programas destinados às futuras gerações de alunos. Os critérios e suas conexões auxiliam na compreensão de tendências e impactos de reformas nos documentos prescritos para Matemática no Brasil e em outros países. Os resultados suscitaram uma visão multicultural restrita às unidades Álgebra e Probabilidade e Estatística ao relacionarem os objetos de conhecimento à percepção do sentido dos conteúdos para uso social e acesso à cidadania.

Palavras-chave: Base Nacional Comum Curricular. Habilidades. Critérios de Análise. Anos Finais do Ensino Fundamental. Matemática.

Abstract
The objective of this paper is to analyze the National Curricular Common Base (NCCB), Mathematical area, which emerges in Brazil and was consolidated after a process of public consultations and debates. The theoretical contributions adopted for the analysis were Bishop, who proposes basic mathematical skills for the formation of the citizen, Doll, that suggests criteria for the organization of the curriculum, and Silva, that expands in others, dividing them into two large blocks, being the first related to the selection of contents and the other to the curricular organization. The references were adopted for the analysis of the consistency of the prescription for the Final Years of Elementary Teaching, relating their indications and their connections with the preliminary framework of the Mathematics 2030 Project, which aims, among other things, to establish criteria for the analysis of the programs destined to future generations of students. The criteria and their connections help in understanding the trends and impacts of reforms in the documents prescribed for Mathematics in Brazil and in other countries. The results gave rise to a multicultural view restricted to the units Algebra and Probability and Statistics, relating the objects of knowledge to the perception of the meaning of the contents for social use and access to citizenship.

Keywords: National Curricular Common Core. Skills. Criteria of Analysis. Final Years of Elementary School. Mathematics.

Biografia do Autor

Marcelo de Oliveira Dias, Universidade Federal Fluminense, Instituto do Noroeste Fluminense de Educação Superior, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ensino e do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências em Matemática. RJ, Brasil.

Possui Licenciatura Plena em Matemática pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2005), Mestrado em Modelagem Computacional/área de Concentração Matemática Aplicada, pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2008) e Doutorado em Educação Matemática pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2012). Atualmente é professor Adjunto da Universidade Federal Fluminense e Docente Permanente do Programa Stricto Sensu de Pós Graduação em Ensino (PPGEn/UFF/INFES) , atuando na Linha de Pesquisa: Práticas Pedagógicas e Formação de Professores. É líder do Grupo de Pesquisa "Currículo e Tecnologias Digitais em Educação Matemática (CTDEM)" e colaborador do Grupo de Pesquisa Tecnologia, Educação e Cognição(TEC). É Pós doutor em Educação, especialidade em Didática da Matemática pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa em Portugal. Atualmente realiza Pós Doutoramento em Educação na Universidade Federal na Bahia . Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Educação Matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: a Matemática na estrutura curricular, Educação Comparada, Desenvolvimento do pensamento Geométrico, Tecnologias Digitais e Formação de Professores

Jonei Cerqueira Barbosa, Universidade Federal da Bahia, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação e do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ensino de Ciências, Filosofia e História das Ciências. BA, Brasil

Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Filosofia e História das Ciências. Líder do Grupo de Pesquisa “Ensino de Ciências e Matemática” (ENCIMA).

Downloads

Publicado

2021-04-30

Edição

Seção

Artigos