Grãos Secos de Destilaria na Alimentação de Frangos de Corte

Autores

  • Jean Kaique Valentim Universidade Federal da Grande Dourados. MS, Brasil.
  • Heder José D’Ávila Lima Universidade Federal do Mato Grosso. MT, Brasil.
  • Tatiana Marques Bittencourt Universidade Federal do Mato Grosso. MT, Brasil.
  • Nayara Emanoelle Matos e Silva Universidade Federal do Mato Grosso. MT, Brasil.
  • Maria Fernanda De Castro Burbarelli Universidade Federal da Grande Dourados. MS, Brasil.
  • Rodrigo Garófallo Garcia Universidade Federal da Grande Dourados. MS, Brasil.
  • Jessica de Carvalho Pantoja Universidade Federal da Grande Dourados. MS, Brasil.
  • Deivid Kelly Barbosa Universidade Federal da Grande Dourados. MS, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.17921/1415-6938.2021v25n1p44-49

Resumo

O uso de coprodutos agroindustriais na alimentação animal promove a diminuição dos custos de produção com insumos básicos como o milho e a soja, evitando os impactos causados pelo descarte desta matéria orgânica no ambiente, além de ser fonte nutricional de qualidade. Dessa forma, os grãos secos de destilaria com solúveis (DDGS) se tornam uma alternativa lucrativa em função de baixo custo, qualidade proteica e apelo sustentável, por ser oriundo da produção de biocombustíveis. Em contrapartida, em decorrência da variabilidade da composição nutricional deste ingrediente, sua adição em dietas avícolas deve ser realizada com cautela, minimizando perdas no desempenho das aves. Dessa forma se buscou avaliar por meio de um artigo de revisão de literatura a utilização de grãos secos de destilaria na dieta de frango de corte. É importante reiterar que os componentes nutricionais podem variar, sendo maior para coprodutos do que para os alimentos convencionais, podendo causar distúrbios nutricionais, se análises frequentes não forem realizadas e se as dietas não forem adequadamente balanceadas, de acordo com a qualidade nutricional do alimento. O DDGS possui grande potencial no uso da alimentação de frango de corte, em função da qualidade nutricional, podendo minimizar custos dentro dessa cadeia.

 

Palavras-chave: Aves de Corte. Biocombustíveis. Coprodutos. DDGS. Milho

 

Abstract

The use of agro-industrial co-products in animal feed promotes the reduction of production costs with basic inputs such as corn and soybeans, avoids the impacts caused by the disposal of this organic matter in the environment, besides being a nutritional source of quality. Thus, dry grains of soluble distillery (DDGS) become a profitable alternative due to the low cost, protein quality and sustainable appeal, because it comes from biofuel production. On the other hand, due to the variability of the nutritional composition of this ingredient, its addition in poultry diets should be performed with caution, minimizing losses in the poultries’ performance. Thus, it was sought to evaluate through a literature review article the use of dry distillery grains in the broilers’ diet. It is important to reiterate that nutritional components may vary, being higher for co-products than for conventional foods, and may cause nutritional disorders, if frequent analyses are not performed and if diets are not properly balanced, according to the food nutritional quality. DDGS has great potential in the use of chicken feeding, due to its nutritional quality, and can minimize costs within this chain.

 

Keywords: Biofuels. Co-Products. DDGS. Corn.

Downloads

Publicado

2021-03-29

Edição

Seção

Artigos